Pages

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Tenho um Ministério Fracassado

Por orientação de um amigo a quem muito prezo, resolvi assistir um vídeo aberto ao público na internet intitulado: Ministério Fracassado – Documentário. O vídeo inicia-se com a apresentação de quatro pastores fracassados. Ora, na verdade, a provocativa expressão ministério fracassado é uma contraposição à lógica presente na atualidade, principalmente no mundo evangélico, que aponta que o que vale a pena é ser o sucesso. De fato, quando avaliamos a perspectiva do sucesso na Bíblia, ficamos decepcionados, pois a Bíblia trata a questão da fidelidade e do amor a Deus como aquilo que mais importa. No fundo, os ministérios fracassados são aqueles que não estão coligados à lógica mundana, mas que abraçam profundamente a simplicidade das ações cotidianas da perspectiva pastoral. Os ministérios fracassados não estão à busca dos holofotes, dos grandes ginásios, das grandes igrejas, das maletas com documentos importantes, dos ternos importados, dos carros suntuosos. Os ministérios fracassados buscam o essencial tendo por referência, tão somente, a Jesus. Os ministérios fracassados não esperam coisa alguma dos homens, somente de Deus. Temos muitos exemplos de ministérios fracassados na Bíblia, como por exemplo os ministérios de fracassados de Moisés, de Jeremias, de Amós, de Habacuque, de Jesus, de Paulo, de Timóteo e dos “Joões” (Batista, Evangelista, de Patmos). Sendo assim, cheguei à constatação de que tenho um ministério fracassado, pois não sou eloquente, não sou bem-sucedido, não tenho bens e a vida simples é sempre a luz ao fim do túnel que trás sentido à vida. Se me perguntarem se desejaria tais coisas, afirmaria com a maior radicalidade que não. Já desejei, mas não quero mais! Descobri que as preciosidades da vida estão nas pequenas descobertas do cotidiano junto a pessoas amigas e gente de bem. Ao final das contas, o que vale a pena é abraçar a dimensão da paz que deve habitar o coração humano. E quando, enfim, penso no sucesso, me vem à mente aquela imagem do Cristo subindo ao Calvário, dizendo no íntimo do seu coração: “Eu venci o mundo”. Mediante essa imagem digo: eu realmente tenho um ministério fracassado.