Pimentas sobre a tal reforma da previdência! #totalmenteafavor

#totalmenteafavor de que haja uma discussão na sociedade civil - e seus múltiplos segmentos - visando alternativas que sejam viáveis. Sinceramente, não acredito que o atual governo esteja fazendo o dever de casa, estabelecendo uma reforma que privilegie o povo e não o estado;
#totalmenteafavor de que, primeiramente, ocorra uma reforma política. Chega de privilegiar a economia em detrimento dos trabalhadores. É uma inversão da lógica evidenciar sistemas em detrimento das pessoas;
#totalmenteafavor de que não se diminua os direitos adquiridos ao longo da complexa história brasileira;
#totalmenteafavor de que mudanças importantes - econômicas, sociais, previdenciárias, educacionais etc, aconteçam no cenário político a partir de um governo legitimamente eleito pelo povo. O processo interno que levou o atual senhor a assentar-se na cadeira mais importante do país, não atravessa a garganta de ninguém. Esse é o problema das alianças espúrias que partidos fazem para se estabelecer no poder. Enfim, podemos até ensaiar muitas mudanças agora, planejar com mais efetividade e construir saídas que dignifiquem os pobre e não o Estado - essa entidade fictícia;
#totalmenteafavor da máxima: o Estado foi criado para o trabalhador e não o trabalhador para o Estado. Acho que parafraseei alguém importante;
#totalmenteafavor de que o sistema econômico vigente seja mais equilibrado. O grande problema do nosso país é a má distribuição de renda e o repasse das riquezas para exíguos agrupamentos familiares;
#totalmenteafavor de que a relação Casa Grande x Senzala seja minorada dentro de parâmetros sociais e progressistas. Digo minorada, pois não acredito, sinceramente, na erradicação desse ethos social, embora deseje utopicamente, o encerramento dessa relação;
#totalmente a favor de que ninguém espere soluções mágicas para o país, em seu todo. talvez seria a hora de avaliar se, de fato, nosso modelo estatal é capaz de dar conta de um território com 23.102 km de fronteiras terrestres e marítimas;
Para finalizar, digo que não sonho em me aposentar. Enquanto houver fôlego, continuarei lutando pelo que acredito e vivencio. Todavia, uma reforma desse naipe, e da forma como apresentada por políticos e assessores não-confiáveis, é no mínimo comparado a permitir às raposas o cuidado dos galos, das galinhas e dos pintinhos...
Moisés Coppe.

Comentários

Unknown disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Cassius Alexis disse…
Um senador que se aposenta com 8 anos de mandato, não tem moral alguma pra votar essa questão. Governo e oposição são todos bandidos em causa própria. Político = tudo bandido!!!

Postagens mais visitadas